O que é PHP?

Se não sabe o que significa Personal Home Page, ou simplesmente PHP, você está no lugar certo. Saiba como o processador trabalha e como utilizá-lo – basta clicar aqui agora!

O antigo Personal Home Page – ou PHP –, atualmente conhecido como Hypertext Preprocessor, é uma linguagem de script de uso geral, ao lado do servidor – super adequada para o desenvolvimento da web. Foi criado em 1994, por Rasmus Lerdorf. Hoje em dia, é mantido pelo PHP Development Team.

Saiba mais sobre PHP aqui, no PHP Day Curitiba!

o que é PHP?

Entenda mais sobre PHP

Quando você acessa um site através do navegador da web, automaticamente uma solicitação HTTP é enviada a um servidor da web, onde o site está localizado. Então, o servidor web recebe essa solicitação e responde com um documento HTML. Ou seja, o cliente (navegador da web) solicita uma página e o servidor (da web) retorna o documento HTML.

Além disso, o PHP é uma linguagem de programação de propósito geral. Isto é, pode desenvolver diversas aplicações – diferente das linguagens específicas de programação, que só podem ser usadas para um único domínio.

O PHP também pode ser executado em todos os principais sistemas operacionais, como Windows, macOS e Linux. Os principais servidores da web e alguns ambientes de nuvem também o suportam. Ademais, essa linguagem de script é bastante flexível – não fica limitada apenas ao processamento de HTML, imagens PDF, GIF, JPEG e PNG também podem ser geradas.

Outra característica bastante notável do PHP é que consegue suportar diversos bancos de dados, incluindo o MySQL e Oracle Database.

O que p PHP faz e como ele funciona

No geral, o PHP é usado para fazer servidores web.

A linguagem de programação PHP tem duas aplicações principais, como o script ao lado do servidor – adequado para o desenvolvimento de sites dinâmicos e aplicativos da web – e o script de linha de comando – para a execução de tarefas administrativas, como enviar e-mail e gerar arquivos PDF, por exemplo.

Em 2020, foi lançada a 8ª versão do Hypertext Preprocessor, mas a versão anterior (7ª) segue sendo a mais usada.

Quer saber como ele funciona?

Incialmente, o navegador da web envia uma solicitação HTTP para o servidor da web. Em seguida, o pré-processador PHP – localizado no servidor da web – processa o código PHP a fim de gerar um documento HTML. Por fim, o servidor web envia o documento HTML de volta ao navegador web.

Mas quais são as vantagens do PHP? Calma… Vamos explicar.

O PHP é supersimples e fácil de mexer, você aprende rapidinho em como usá-lo. Além disso, os sites PHP rodam, geralmente, muito rápido – e são estáveis.

Você também não precisa pagar por uma taxa de licença para usar o PHP, você pode desenvolver produtos de software de maneira gratuita. E, se você estiver com problemas, tem uma comunidade online bastante ativa a sua disposição – para ajudar a solucionar o que for preciso.

Também é válido ressaltar que o PHP é multiplataforma e não fica dependente de apenas uma única plataforma.

O Facebook e a Wikipédia são algumas das empresas já estabelecidas que usam o PHP para executar os seus servidores.

Recent posts

Menu

Pages